Quanto tempo dedicar? Quem devo chamar?

Dúvidas, dúvidas, dúvidas… Vc está pensando em montar uma startup e começa a aparecer um monte de dúvidas na sua cabeça. Será que vc deve largar seu emprego e começar a se dedicar tempo integral à sua startup? Mas se fizer isso, daqui a pouco vai ficar sem grana. Será que é bom então preparar um daqueles planos de negócio para apresentar para investidores para poder ter dinheiro para tocar sua startup? E quem chamar para ser fundador com vc? Será que precisa ser alguém com talentos complementares? Alguém com dinheiro? Será que precisa mesmo chamar alguém?

Quanto tempo dedicar à startup?

Antes de falar em quanto tempo dedicar, ou investir, na startup, é importante falar que além do investimento de tempo toda startup de produto web requer também um investimento de dinheiro. Quando contei o que terceirizei no desenvolvimento do ContaCal, falei que o custo total do desenvolvimento foi de R$ 6090,00. Isso foi uma opção de investimento financeiro que eu fiz. Eu poderia ter optado por investir esse dinheiro num fundo de renda fixa com um retorno de uns 7% ao ano, ou na bolsa de valores, com retorno incerto. Contudo, preferi investir no ContaCal, com retorno mais incerto ainda, só que eu tenho maior proximidade com o andamento desse investimento e posso aproveitar não só o resultado financeiro mas também a satisfação de poder ter criado e de manter um produto que resolve um problema para várias pessoas.

Eu só posso ser o investidor do ContaCal porque eu continuo trabalhando na Locaweb. Se eu tivesse saído da Locaweb para me dedicar 100% ao ContaCal, eu não teria o dinheiro necessário para investir no ContaCal. Além disso o ContaCal não precisa de minha atenção tempo integral. Precisa de minha atenção diariamente, de 30 minutos a duas horas por dia, a depender se vou só liberar acesso para alguém que acabou de assinar (sim, ainda faço isso de forma manual…) ou se vou enviar uma newsletter ou implementar algo novo no sistema, mas não precisa mais do que isso. Há várias tarefas que preciso automatizar então ainda há espaço diminuir ainda mais a necessidade de minha atenção diária. Mesmo que o ContaCal cresça, ele pode crescer de uma forma que não precise de minha atenção em tempo integral.

Existe uma percepção de que quanto mais tempo dedicarmos a um empreendimento, mais ele irá crescer e se desenvolver, mas isso não é verdade. Às vezes o excesso de dedicação pode até atrapalhar o desenvolvimento desse empreendimento.

Minha recomendação é que vc continue com seu trabalho atual e use-o para financiar sua startup. Depois que sua startup crescer, veja se ela demanda sua atenção tempo integral. Pode ser até que ela não demande a sua atenção em tempo integral, mas sim a de alguém com um perfil diferente do seu, que vc venha a contratar para tocar o dia-a-dia da sua startup que, a essa altura já não será mais uma startup. :-)

Devo chamar alguém para ser meu sócio?

Essa é uma pergunta e uma decisão muito pessoal. Depende muito de sua personalidade. Ter sócio numa startup significa ter uma pessoa que vai trabalhar com vc nesses primeiros passos de desenvolvimento de seu produto web. Tem pessoas que não conseguem trabalhar sozinhas. Já outras só conseguem trabalhar sozinhas. E ainda há as que às vezes preferem trabalhar sozinhas e às vezes preferem trabalhar em conjunto com outras pessoas.

Se vc escolher ter um, ou mais de um, sócio a minha recomendação é que vc escolha alguém com quem vc já tenha trabalhado bastante no passado e, preferencialmente, com quem vc tenha tido atritos e já tenha resolvido esses atritos pois certamente vc terá atritos durante o desenvolvimento e o gerenciamento de seu produto web. Uma recomendação muito importante é que todos os sócios invistam em quantidades iguais e tenham quantidades iguais de participação nos resultados financeiros da startup quando houver resultados financeiros. Se vc chamar alguém para ser um sócio que investirá mais dinheiro que vc, existe boas chances de esse sócio querer ditar, até mesmo sem perceber, os caminhos da startup. E isso provavelmente gerará atritos.

Se vc optar por não ter um sócio, a minha recomendação é repensar bastante essa decisão pois o caminho da startup costuma ser bem árduo e, nos momentos difíceis, o(s) sócio(s) acabam segurando a barra um do outro. Se mesmo assim vc preferir encarar sozinho, sem galho, é provável que sua esposa(o), namorada(o), companheira(o) tb podem fazer esse papel de te dar o apoio que vc precisa nos momentos difíceis. Mas como dizia minha vó, o combinado não é caro, então converse com ela(e) sobre seu projeto de startup, mantenha-a(o) a par do vc está fazendo, compartilhe tb os sucessos de sua startup e não só os fracassos. Outro ponto importante é que, mesmo escolhendo seguir sozinho, vc irá trabalhar com outras pessoas pois, conforme explicado antes, criar um produto web é um esforço multi-disciplinar e você certamente terá que lidar com outras pessoas, ou seja, vc não irá trabalhar sozinho.

Recapitulando

Até o momento vimos o que é uma startup, o que é um produto web, que tipo de conhecimento é necessário para se desenvolver um produto web, até mostramos um exemplo prático de terceirização, nos questionamos por quê ter uma startup? e hoje vimos quanto tempo dedicar e se devemos ou não ter sócio trabalhando com a gente na startup.

Amanhã encerro esse capítulo de requisitos mostrando alguns exemplos de retorno não financeiro do ContaCal e a partir de quinta começamos um novo capítulo, o das ideais! Como encontrar ideias de produtos? Como testar essas ideias antes de começar a desenvolvê-las?

Comentários

Tem gostado do que tem lido até aqui? Vc que já tem uma startup, fez sozinho ou chamou alguém? E vc que ainda está pensando em começar, está tendendo mais para ir sozinho ou chamar alguém? Comente! Participe!

Livro sobre gestão de produtos

Vc gosta do tema gestão de produtos de software? Quer se aprofundar mais no assunto? Escrevi um livro sobre o assunto, dividido em 5 grandes áreas:

  • Definições e requisitos
  • Ciclo de vida de um produto de software
  • Relacionamento com as outras funções
  • Gestão de portfólio de produtos
  • Onde usar gestão de produtos de software
Capa do Livro Gestão de Produtos

Esse livro é indicado não só para quem tem software como seu core business, como tb para empresas que desenvolvem software sob demanda e empresas que não tem software como seu core business mas usam software para se comunicar com seus clientes como, por exemplo, escolas, bancos e laboratórios clínicos.

Interessou? Então adquira sua cópia hoje mesmo!

Newsletter

Se você quiser receber artigos por email sobre startup, gestão de produtos e gestão de TI, digite seu endereço abaixo e aperte enter:


9 ideias sobre “Quanto tempo dedicar? Quem devo chamar?

    • Oi Pedro,

      Ótimo comentário. Vc é bastante observador. Estava aguardando para comentar sobre esse assunto mais pra frente, mas já que vc já comentou, vamos adiantar o assunto.

      Não há nada errado, ao contrário, usei a oportunidade para testar a fundo um concorrente! :-)

      Como diretor de produtos é minha responsabilidade conhecer bem as opções que existem aos produtos da Locaweb e só existe um jeito de conhecer, usando de verdade. Apenas contratar, subir uma página e ver como fica é um teste muito simples. É importante ter carga de acesso para entender como essa hospedagem suporta demanda de tráfego. Meu site lá já saiu do ar algumas vezes. Pra vc ter uma ideia tive 99,01% de uptime em seis meses. Isso dá quase dois dias inteiros de indisponibilidade! Tive 114 casos de downtime em 6 meses. Veja:

      http://share.pingdom.com/banners/ade1765c

      A aplicação (http://app.contacal.com.br) está no Heroku, por escolha do pessoal da StartupDEV devido à facilidade de fazer deploy lá. Deixei o pessoal fazer o deploy lá para garantir que o processo deles não fosse atrapalhado e aproveitei como mais uma oportunidade de conhecer uma plataforma dedicada a hospedar aplicações Rails. Achei o modelo interessante e aprendi coisas bacanas para trazer para a Locaweb.

      Contudo, olhando do ponto de vista de custos de infra-estrutura, isso é caro. Entre Heroku e DreamHost estou pagando R$ 690,00 por mês. Por que é caro? O maior custo não é a DreamHost, mas sim a Heroku. Essa plataforma para rodar aplicações Rails custa caro, pois é uma plataforma em cima de uma infra-estrutura, os servidores de cloud de Amazon. Ou seja, eles já têm o custo da Amazon e adicionaram a plataforma deles e cobram mais um valor por isso.

      Para reduzir esses custos, pretendo contratar um servidor de cloud da Locaweb, vou começar com o de R$ 99,00 em um servidor de 512MB de RAM, onde pretendo subir tanto o site como a aplicação. Se precisar de mais RAM, vou subidno de servidor. Com R$ 199,00 por mês consigo 2GB de RAM, que provavelmente será”mais que suficiente para rodar o ContaCal. É algo que dá trabalho, pois eu terei que cuidar da plataforma, coisa que a Heroku hoje entrega pronta, mas trará uma redução de custos que, para uma startup, é muito importante.

      Vale lembrar que é função de uma pessoa de produtos, ou mesmo de alguém que pensa em lançar um novo produto web ou de internet, conhecer que opções existem no mercado, como funcionam essa opções e, se possível, usar de fato essas opções. E estou aproveitando a experiência do ContaCal para isso. :-)

      Abs,
      Joca.

  1. Parabéns pelos posts Joca!

    Só estou lendo elas agora, pois estou buscando uma base de conhecimento sólida para iniciar meu projeto.

    Eu sou desenvolvedor font e back-end, porém me considero melhor com front. Então, pra mim ficaria muito pesado levar um projeto adiante sozinho, sem falar que não conseguiria explorar o máximo de usablilidade, estética SEO e planejamento, já que é um produto de médio porte, então estou me unindo a dois outros profissionais, com os quais trabalho ou já trabalhei.

    Com certeza os seus posts estão abrindo muito minhas perspectivas e da minha futura startup.

    Valeu cara!

  2. Olá Joca.

    Parabéns pelos post!

    Sei que esses posts sobre startups não são atuais, mas eu tenho algumas dúvidas em relação a isso.

    Eu e um amigo fazemos programas não web por encomenda, e apesar de ser meio ultrapassado, nós temos alguns pedidos, pode ser devido o fato de morarmos numa cidade pequena, onde a informatização de atividades esteja sendo mais vista atualmente.

    Uma dúvida era sobre start ups que fazem software por encomenda mas vi que um post abrange este assunto, então eu gostaria de saber em qual modalidade de empresa (por exemplo: Microempresário individual, empresa individual) que uma start up se enquadra, e algumas informações sobre a parte legal de ter uma startup?

    Grande abraço,
    Lucas Garofolo

    • Oi Lucas,

      Que bom que gostou do post.

      A modalidade da empresa que vc deve abrir depende dos seus objetivos e se vc vai ou não ter sócio. O melhor seria vc conversar com um advogado ou contador de sua confiança que pode te orientar sobre a opção mais adequada para vc.

      Abs,
      Joca.

  3. Pingback: 5 anos depois, como está o ContaCal? | Guia da Startup e da Gestão de Produtos de Software

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>