Não desperdice tempo buscando culpados

Como comentei no artigo Dicas de liderança para um gestor de produto:

Um gestor de produtos tem a difícil tarefa de liderar a evolução do produto sem ser “chefe” de ninguém, ou seja, ele deve convencer a todas as pessoas que trabalham com seu produto de que o caminho que ele definiu para o produto é o mais adequado. Em vários textos sobre gestão de produtos encontramos que o gestor de produtos é o CEO do produto. Não gosto muito dessa analogia pois um CEO, em última instância, tem ao seu dispor a liderança direta de todas as pessoas da empresa. Por outro lado, um gestor de produto trabalha em uma relação matricial, ou seja, não tem liderança direta de nenhuma das pessoas envolvidas com o produto. Aliás, esse é um excelente exercício de liderança e uma qualidade extremamente importante para um gestor de produtos: liderar sem ter a “chefia” organizacional.

Pensando nisso, resolvi criar uma nova categoria de artigos com o tema liderança, para ajudar gestores de produtos sobre essa faceta de seu trabalho, a liderança em um ambiente matricial, sem ter a “chefia” organizacional. Esses artigos poderão servir tb para outros líderes que tenham “chefia” organizacional, mas o foco será mesmo em dicas de liderança para gestores de produtos, que não são “chefes” de ninguém.

Não desperdice tempo buscando culpados

Quando erros acontecem, algumas pessoas têm uma tendência natural de ter como sua primeira reação procurar quem é o culpado. Especialmente em atividades de grupo. Como se ter alguém para culpar de alguma forma fizesse o erro menos prejudicial. Este é um grande desperdício de tempo e energia. Deixe-me explicar porquê.

blame

Perda de tempo

Ocorreu um erro. Erros acontecem. Este é um fato da vida. Não importa o que você está fazendo, desenvolvendo software, publicando código em produção, operando um paciente, cozinhando o jantar, construindo uma casa, tocando guitarra, jogando futebol, etc. Há boas chances de que erros venham a acontecer.

Quando você gasta tempo tentando descobrir quem foi o responsável pelo erro, você vai adiar suas tarefas mais importantes em relação ao erro:

  • compreender o que aconteceu
  • descobrir como corrigir
  • encontrar formas de evitar que isso aconteça novamente

Desperdício de energia

Quando você gasta tempo tentando descobrir quem foi o responsável pelo erro, as pessoas podem, naturalmente, tentar esconder o erro por temer as conseqüências. Será que vou ser demitido? Será que vou ser excluído do grupo? Será que vou ser punido? Será que as pessoas irão zombar de mim?

Quando as pessoas tentam esconder quem foi o responsável, você vai acabar adiando as tarefas mais importantes que listei acima para tratar o erro, pois será mais difícil entender o que aconteceu. As pessoas não vão dizer toda a verdade sobre o erro e as circunstâncias em que o erro aconteceu.

Lide com o responsável em particular

Se no processo de entender o que aconteceu você descobrir que alguém foi responsável pelo erro, lide com ele em particular. O mais provável é que ele tenha causado o erro sem intenção de fazer mal. Por isso você precisa ajudá-lo a melhorar para que ele não faça mais esse tipo de erro. Por outro lado, você tem a responsabilidade de criar um ambiente onde é seguro falar sobre os erros, para que esses erros sejam detectados o mais rápido possível.

Resumindo

  • Quando ocorrer um erro, não perca seu tempo buscando culpados.
  • Concentre sua energia em entender o que aconteceu.
  • Descubra como corrigi-lo.
  • Encontre maneiras de evitar que o erro aconteça novamente.
  • Se você descobrir que alguém foi responsável, lide com ele em particular, e o ajude a melhorar.

Comentários

Vc também tem dicas de liderança para gestores de produto? Dicas que funcionam nesse ambiente matricial onde o gestor de produtos tem a responsabilidade de liderança, mas não tem a “chefia” organizacional de ninguém? Compartilhe nos comentários.

Livro sobre gestão de produtos

Vc gosta do tema gestão de produtos de software? Quer se aprofundar mais no assunto? Escrevi um livro sobre o assunto, dividido em 5 grandes áreas:

  • Definições e requisitos
  • Ciclo de vida de um produto de software
  • Relacionamento com as outras funções
  • Gestão de portfólio de produtos
  • Onde usar gestão de produtos de software
Capa do Livro Gestão de Produtos

Esse livro é indicado não só para quem tem software como seu core business, como tb para empresas que desenvolvem software sob demanda e empresas que não tem software como seu core business mas usam software para se comunicar com seus clientes como, por exemplo, escolas, bancos e laboratórios clínicos.

Interessou? Então adquira sua cópia hoje mesmo!

Newsletter

Se você quiser receber artigos por email sobre startup, gestão de produtos e gestão de TI, digite seu endereço abaixo e aperte enter:


4 ideias sobre “Não desperdice tempo buscando culpados

  1. Pingback: Não desperdice tempo buscando culpados | StartUPs

  2. Olá Guia das Startups.
    O Desafio Universitário Empreendedor é uma disputa desenvolvida pelo Sebrae que está agitando todas as Instituições de Ensino Superior, alunos e professores.
    Que tal divulgar esta oportunidade de aprendizagem entre os alunos?

    Além disso, no Desafio os jovens tem a oportunidade de fazer cursos online e a distância oferecidos pelo Sebrae.
    Incentivar a participação de todos é uma iniciativa que contribui para o futuro profissional dos universitários. Este apoio é fundamental!
    Para mais informações acesse: http://desafiouniversitarioempreendedor.sebrae.com.br
    Atenciosamente,
    Equipe Desafio Universitário Empreendedor

  3. Pingback: Planejando e preservando a cultura organizacional | Guia da Startup

  4. Pingback: Sobre QA (e Front-end e BA) | Guia da Startup e da Gestão de Produtos de Software

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>