Escolhendo o que terceirizar, um caso prático

No post anterior falamos sobre os diferentes áreas de conhecimento envolvidas na criação de um produto web. Algumas delas não são terceirizáveis, outras são, e outras são parcialmente.

Vou contar aqui sobre como foi desenvolvido o ContaCal, um sistema onde o usuário registra suas refeições e recebe a informação não só de quantas calorias ingeriu como também da qualidade das calorias ingeridas. Como eu escolhi essa ideia dentre várias ideias que poderiam ser desenvolvidas será tema de um post futuro. Quero me focar aqui no fato de que, após ter escolhido um problema para resolver e de ter pensado numa solução, eu tinha que concretizar essa solução e, para fazer isso, eu precisaria definir o que eu ia fazer e o que eu ia terceirizar.

Lembrando que gestão do produto, ou seja, descobrir pessoas com problemas que precisam ser resolvidos, descobrir que problemas são esses e qual desses problemas vale a pena resolver e gestão do projeto, ou seja, garantir que todas as peças (software, site, design, marketing, campanha, produto, etc.) estão em sincronia, não podem ser terceirizadas, sobram para ser terceirizadas:

Desenvolvimento de software

Tentei começar a desenvolver o sistema eu mesmo mas meus conhecimentos de programação estavam bem desatualizados. O último código que escrevi e que foi para produção era em Perl. Se não me engano, isso foi em 1998. Nessa época o ASP da Microsoft era novidade e, apesar de já existir PHP, ninguém ainda tinha ouvido falar nele… :-)

Resolvi então terceirizar o desenvolvimento com o pessoal da StartupDEV que em 48 horas entrega um produto mínimo funcionando baseado nas especificações que vc entregar. Uma outra opção bacana é o pessoal da CodeMiner42. Eles têm ajudado bastante em alguns projetos de novos produtos dentro da Locaweb com bastante agilidade.

Experiência do usuário

Na terceirização do projeto com a StartupDEV, eu fiz todo o desenho do fluxo de interação, entregando para eles um wireframe, um rascunho de como deve funcionar a interação do usuário com o sistema. Esse rascunho eu fiz usando Powerpoint:

Como no time do StartupDEV tinha um designer, eles propuseram uma nova versão para a interface, que acabei achando bem melhor que minha ideia original e aceitei.

A experiência do usuário não é só o desenho do fluxo de interação do usuário com o sistema. É também o desenho visual. Para o desenho visual usei dois recursos terceirizados:

  • logo: para fazer o logo usei um sistema de crowdsourcing que funcionou muito bem, chamado We Do Logos. Fiquei bastante satisfeito com as opções de logo que recebi e a opção final que escolhi me agradou bastante.
  • design do site: para o design do site usei um desses sites de templates para WordPress. Achei o template FreshServe no site themeforest. Precisei de ajuda de uma profissional para me ajudar aplicar esse design em um blog WordPress.

O pessoal do StartupDEV fez a parte visual da aplicação baseada no tema de WordPress que eu tinha adquirido e no logo.

Marketing de produtos

Toda a comunicação do site, dos emails que seriam disparados pela aplicação e da campanha de AdWords, eu mesmo cuidei e continuou cuidando até hoje.

Administração de sistemas

A escolha de onde ia ficar a aplicação foi feita pelo pessoal do StartupDEV, que escolheu o Heroku pela facilidade em colocar uma aplicação Rails rodando lá. Acabei herdando esse ambiente para administrar e tive que aprender a administrá-lo na marra. Uso um serviço gratuito chamado Pingdom para monitorar se a aplicação está rodando. Já tive problemas de a aplicação não aceitar mais novos usuários por não mandar mais emails de confirmação de cadastro devido a ter atingido o limite de envio do SendGrid, add-on do Heroku para disparo de emails. Conversei com o pessoal do StartupDEV para mudar a lógica de cadastro da aplicação para não ter mais confirmação, mesmo correndo o risco de abrir uma brecha de segurança futura de, quando o sistema tivesse cobrança (como hoje de fato tem), clientes mais espertos poderem burlar o sistema de cobrança e ficarem criando contas grátis uma atrás da outra sempre que vencer o trial. Outro item que está na lista de “coisas a fazer” de administração de sistema é instalar o NewRelic, serviço de monitoração de performance específico para aplicações Rails.

Tema do produto web

O tema do ContaCal é nutrição, reeducação alimentar, alimentação saudável. Não sou nenhum expert no assunto, mas me preocupo com o que como. Minha esposa tb é bem preocupada com a alimentação da nossa família, sempre buscando uma alimentação saudável e balanceada. Para o ContaCal eu precisava de uma lista de alimentos com quantidade de calorias e a informação sobre a qualidade dessas calorias (calorias verdes, amarelas ou vermelhas). As cores servem para indicar quão recomendável é ingerir o alimento. Se é um alimento de calorias vermelhas, é melhor evitá-lo ao máximo. Calorias amarelas podem ser ingeridas com moderação. Já as calorias verdes podem ser ingeridas sem restrição. Como sugestão, no ContaCal recomendamos seguir a seguinte regra, não mais que 10% de calorias vermelhas, não mais que 35% de calorias amarelas e pelo menos 55% de calorias verdes. Para poder fazer a classificação dos alimentos, era necessário ter a ajuda de uma nutricionista, por isso, contratei uma para revisar uma tabela que montei a partir de dados que encontrei na internet.

Custo de terceirização

O custo total de terceirização foi de R$ 6090,00 sendo:

  • logo: R$ 500,00
  • template: R$ 50,00
  • ajustes no template: R$ 130,00
  • StartupDEV: R$ 4.800,00
  • Nutricionista: R$ 600,00

Próximo post

No próximo post, que irei publicar semana que vem, vou falar sobre quanto tempo dedicar à startup e se dá para fazer uma startup sozinho.

Comentários

O que vc achou desse exemplo? Que outras formas de terceirizar vc já viu?

Livro sobre gestão de produtos

Vc gosta do tema gestão de produtos de software? Quer se aprofundar mais no assunto? Escrevi um livro sobre o assunto, dividido em 5 grandes áreas:

  • Definições e requisitos
  • Ciclo de vida de um produto de software
  • Relacionamento com as outras funções
  • Gestão de portfólio de produtos
  • Onde usar gestão de produtos de software
Capa do Livro Gestão de Produtos

Esse livro é indicado não só para quem tem software como seu core business, como tb para empresas que desenvolvem software sob demanda e empresas que não tem software como seu core business mas usam software para se comunicar com seus clientes como, por exemplo, escolas, bancos e laboratórios clínicos.

Interessou? Então adquira sua cópia hoje mesmo!

Newsletter

Se você quiser receber artigos por email sobre startup, gestão de produtos e gestão de TI, digite seu endereço abaixo e aperte enter:


8 ideias sobre “Escolhendo o que terceirizar, um caso prático

  1. Pingback: Quanto tempo dedicar? Quem devo chamar? | Guia da Startup

    • Oi Bruno,

      A ideia é essa mesmo, teoria + exemplo pratico. Além do ContaCal quero mostrar outros exemplos tb. Já estou conversando com outras startups para colocar aqui informações bem interessantes.

      Abs,
      Joca.

  2. Pingback: Quanto tempo levou para fazer o ContaCal? | Guia da Startup

  3. De fato a terceirização é de extrema importância em vários setores. Trabalho em eventos e acabo tendo bastante contato com os profissionais terceirizados. É importante saber pesquisar e até mesmo utilizar duas ou mais empresas do mesmo ramo em um trabalho terceirizado (às vezes isso é possível e pode até sair mais em conta).

    Em um dos meus trabalhos precisei criar uma logo, e assim como vc utilizei um serviço de concorrência criativa que me agradou bastante, foi o http://www.logovia.com.br/

    Acredito que é importante espalhar o trabalho dos profissionais terceirizados, pois eles são peças importantes no mercado. Abraços o/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>