Empresas que não têm desenvolvimento de software como sua atividade principal

Toda empresa já estabelecida tem ou terá um site e, eventualmente, esse site poderá evoluir para um sistema web que pode ser um site de ecommerce, para vender os produtos da empresa, ou um sistema de acesso a informações exclusivas de cada cliente, ou um internet banking para um banco, ou um sistema para agendamento de consultas, sessões de tratamento e exames para clínicas, ou um sistema de notas e acompanhamento para faculdades e escolas, ou um sistema para acompanhamento das obras para construtoras, ou um sistema para publicação de notícias em um jornal, como vimos no útlimo post, ou …

Por isso, é evidente que toda empresa tem ou terá um produto web para gerenciar. Sendo assim, tudo o que foi visto aqui no Guia da Startup deve ser usado por qualquer empresa para ajudá-la a criar um produto web de sucesso, ou seja, que ao mesmo tempo atende aos objetivos da empresa e resolva problemas de seus usuários.

Como fazer?

Como já vimos antes, desenvolver um produto web é um esforço multi-disciplinar e requer conhecimentos de várias àreas que vc já conhece bem. Vou listar abaixo para uma empresa já estabelecida que tem um projeto de criar um produto web, quais dessas áreas podem ser terceirizadas, e quais devem ser feitas por profissionais da empresa:

  • passíveis de terceirização: são atividades que vc pode contratar outra empresa para fazer por vc. Essas atividades requerem um conhecimento específico que vc não precisa necessariamente ter dentro de sua empresa para poder ter um bom site ou sistema web. Contudo, à medida que seu site ou sistema web passar a ser mais relevante para a sua empresa, vc poderá ao longo do tempo querer interiorizar essas atividades. Para isso vc terá que buscar esse conhecimento por meio de cursos e contratação de profissionais qualificados.
     
    • desenvolvimento de software: vc sempre pode terceirizar o desenvolvimento do site ou sistema web com uma agência web ou uma empresa de consultoria em desenvolvimento de software. Existe uma quantidade grande de profissionais muito qualificados para fazer esse trabalho. Só não se esqueça que eles vão fazer o que vc pedir. Vc tem que saber o que precisa do seu site e do seu sistema web. E para saber isso, vc precisa conhecer seus usuários, ou seja, as pessoas que vão acessar seu site e usar seu sistema web.
       
    • experiência do usuário: é a parte que vai se preocupar em fazer o visual e projetar o fluxo de interação do seu site ou sistema web. Em muitos casos, a empresa que fizer o desenvolvimento de software tb terá profissionais de design visual e de projeto de fluxo de interação. Há também algumas empresas especializadas apenas na experiência do usuário, que vai lhe entregar uma especificação de como seu produto web deverá ficar, mas sem o produto funcionando, o que dependerá de vc contratar uma empresa para fazer o desenvolvimento de software baseado nessa especificação. Vale frisar aqui novamente que eles vão fazer o que vc pedir, eventualmente sugerindo algumas mudanças baseado na experiência deles. Contudo, é vc quem precisa saber o que vc quer no seu site ou software web e vc só saberá isso conhecendo seus usuários, ou seja, as pessoas que vão acessar seu site e usar seu sistema web.
       
    • administração de sistemas: a própria empresa que desenvolveu seu site ou sistema web pode administrá-lo para vc. Administrar seu site ou sistema web significa garantir que ele esteja sempre no ar e com boa performance. Em um post anterior eu comentei sobre algumas coisas que precisam ser monitoradas para garantir que seu produto web esteja sempre funcionando com boa performance. Outra opção é terceirizar com a empresa onde vc vai hospedar seu site ou sistema web. Algumas empresas, como a Locaweb, oferecem serviços de hospedagem de sites e de aplicações web que não se limitam a simplesmente lhe entregar um servidor. Eles oferecem a gestão desse servidor para vc. A administração de sistemas certamente será supervisionada por alguém da área de TI da sua empresa, ou seja, por mais que vc terceirize, sempre haverá alguém na sua empresa supervisionando.
       
  • mais indicado fazer in-house: são atividades que é melhor ter alguém da sua empresa para fazer, pois dependem do seu conhecimento sobre os clientes e seus problemas e sobre sua empresa e seus objetivos.
     
    • gestão de projetos: garantir que tudo o que é necessário para criar seu produto web esteja acontecendo no seu devido tempo certamente será uma responsabilidade sua ou de alguém na sua empresa.
       
    • gestão de produtos: é o conhecimento necessário para conhecer o problema de seus clientes e estudar formas de resolver esse problema em sintonia com os objetivos da sua empresa.
       
    • tema do produto web: é o assunto de seu produto web. Não há ninguém melhor do que vc mesmo para ter o conhecimento específico necessário para fazer seu produto web.
       
    • marketing de produtos: mais uma vez, ninguém melhor do que vc mesmo para contar ao mundo sobre seu novo produto web. Se for o site da sua empresa, esse site vai ser uma ferramenta de marketing. Se for um sistema web, seu time de marketing deve cuidar de sua divulgação.
       

O exemplo que publiquei ontem mostrou um caso de empresa que não têm desenvolvimento de software como sua atividade principal, o grupo RBS, onde mesmo o desenvolvimento de software, a experiência do usuário e a administração de sistemas foi feita in-house.

Próximo post

Nos próximos posts vou fazer um resumo do que foi visto até aqui e apresentarei um bibliografia recomendada.

Comentários

E aí, está preparado para fazer seu produto web? :-)

Tem algum assunto que vc está sentindo falta, ou quer que eu aprofunde mais?

Livro sobre gestão de produtos

Vc gosta do tema gestão de produtos de software? Quer se aprofundar mais no assunto? Escrevi um livro sobre o assunto, dividido em 5 grandes áreas:

  • Definições e requisitos
  • Ciclo de vida de um produto de software
  • Relacionamento com as outras funções
  • Gestão de portfólio de produtos
  • Onde usar gestão de produtos de software
Capa do Livro Gestão de Produtos

Esse livro é indicado não só para quem tem software como seu core business, como tb para empresas que desenvolvem software sob demanda e empresas que não tem software como seu core business mas usam software para se comunicar com seus clientes como, por exemplo, escolas, bancos e laboratórios clínicos.

Interessou? Então adquira sua cópia hoje mesmo!

Newsletter

Se você quiser receber artigos por email sobre startup, gestão de produtos e gestão de TI, digite seu endereço abaixo e aperte enter:


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>