Bibliografia

Sempre gostei muito de ler e acho a leitura uma fonte fantástica de conhecimento. Li e continuo lendo muitos bons livros sobre desenvolvimento de produto, inovação e startup. Por isso, vou deixar abaixo uma lista de livros recomendados para qualquer pessoa interessada em se aprofundar nesses temas.

Contudo, queria lembrar que a leitura é só uma parte do aprendizado. Outra parte essencial é a prática, a experiência, a mão na massa. Por esse motivo, não se restrinja a ler, comece já a fazer seus experimentos para acumular conhecimento prático. Esse conhecimento prático das experiências e teórico das leituras funcionam em conjunto para aumentar sua sede por mais conhecimento, que te fará fazer novas experiências e buscar mais conhecimento teórico.

Além dos livros abaixo, há vários blogs, palestras, eventos, encontros que vale a pena participar. É sempre bom conhecer mais pessoas e histórias relacionadas a produtos e startups de sucesso. Sempre se aprende muito trocando experiências.

Bom, vamos à lista:

  • Inspired: How To Create Products Customers Love, do Marty Cagan, ex-VP de gestão de produtos no eBay. É o manual de gestão de produtos de tecnologia. Explica todos os principais conceitos relacionados à gestão de produtos. Para as pessoas que vem trabalhar comigo no meu time de coordenação de produtos da Locaweb, esse livro é leitura obrigatória.
     
  • Business Model Generation: A Handbook for Visionaries, Game Changers, and Challengers de Alexander Osterwalder e Yves Pigneur. Esse livro introduz um novo framework para analisar modelos de negócio, o Business Model Canvas (BMC). Gosto bastante desse framework, só que o BMC me parece mais focado para empresas já andamento e não para startups. Além disso, ele é genérico, ou seja serve para qualquer tipo de empresa. Do livro destaco as partes 2 (Patterns) e a parte 3 (Design). A parte 2 ensina diferentes modelos de negócio que podem ser utilizados. Já a parte 3, que eu acho a mais importante do livro, ensina várias técnicas para entender o problema ou a necessidade do cliente.
     
  • Running Lean: Iterate from Plan A to a Plan That Works do Ash Maurya. Cria um framework a partir do BMC, só que mais aplicável a startups, pois fala em problema, solução, métricas o que, numa startup, é fundamental estar bem claro. Por outro lado, mesmo o Lean Canvas é genérico, ou seja é aplicável para qualquer tipo de empresa. Ele traz questionamentos que, para uma startup de produto web são um pouco de “overthinking”. Por exemplo, “channels” para uma startup de produto web é principalmente a web. É possível ter vendas diretas com uma força de vendas e vendas indiretas com programas de afiliados e recomendação, mas essa opções costumam aparecer mais pra frente no ciclo de vida do produto web. “Revenue stream” são aqueles que comentei no post sobre como ganhar dinheiro com seu produto web. Acho bacana tanto o BMC quanto Lean Canvas, pois eles nos fazem pensar em vários pontos interessantes. Contudo, para um produto web, usá-los pode ser um pouco de “overthinking” demais.
     
  • The Four Steps to the Epiphany: Successful Strategies for Products that Win de Steve Blank, livro que trata de startup de forma genérica, mas que cria um conceito muito importante, o de customer development, ou desenvolvimento do cliente. Segundo sua tese, as startups não morrem pela dificuldade em fazer um bom produto, mas sim pela dificuldade em encontrar clientes para esse produto. Daí a idéia de buscar e desenvolver o cliente antes de desenvolver o produto.
     
  • The Entrepreneur’s Guide to Customer Development: A cheat sheet to The Four Steps to the Epiphany de Brant Cooper e Patrick Vlaskovits. O livro do Steve Blank é um livro bem denso, então Brant e Patrick fizeram um excelente resumo de 104 páginas. Vale relembrar que estamos tratando aqui de startups de forma genérica. Quando pensamos em startup de produto web, várias dos questionamentos e complexidades desses dois livros não são necessários.
     
  • The Startup Owner’s Manual: The Step-By-Step Guide for Building a Great Company do Steve Blank e Bob Dorf. É uma atualização do The Four Steps to the Epiphany, trazendo muito material prático e checklists. Mais uma tese do Steve Blank é apresentada nesse livro, startups não são uma versão pequena de uma grande empresa. São uma organização temporária em busca de um modelo de negócios escalável, que pode ser repetido e que seja lucrativo.
     
  • The Lean Startup: How Today’s Entrepreneurs Use Continuous Innovation to Create Radically Successful Businesses, do Eric Ries, que é muito amigo do Steve Blank. Esse livro foi resultado do blog Startup Lessons Learned que ele escreveu e continua escrevendo sobre as suas experiências com sua startup. Também é focado em startups de forma geral, não só em startups de produto web. Chega até a falar sobre startup de uma ONG. Fala de conceitos muito importantes como o MVP (Minimal Viable Product ou Produto Mínimo Viável) e do ciclo de feedback Build-Measure-Learn (Construa-Meça-Aprenda). Foi lançado em português recentemente com o título “A Startup Enxuta”
     
  • Start Small, Stay Small: A Developer’s Guide to Launching a Startup de Rob Wallin, Mike Taber, livro feito por desenvolvedores para desenvolvedores que querem lançar um produto web.
     
  • Founders at Work: Stories of Startups’ Early Days de Jessica Livingston, conta o início da história de várias empresas de sucesso tais como PayPal, Hotmail, Yahoo, Apple, Gmail, 37signals, Fog Creek Software e Flickr entre outras.
     
  • The Innovator’s Dilemma: The Revolutionary Book That Will Change the Way You Do Business de Clayton M. Christensen, prof. de Harvard muito conhecido por seu trabalho com inovação. Nesse livro, o Prof. Christensen explica o que é inovação e quais os tipos de inovação aplicáveis ao desenvolvimento de produtos de tecnologia. Ele também analisa porque uma empresa, à medida que vai se tornando maior, tem sua capacidade de inovar comprometida, o que abre espaço para entrada de startups que podem vir a prejudicar seu crescimento. São as inovações disruptivas. Para os jornais e revistas, a internet é um exemplo de inovação disruptiva, pois está forçando os jornais a reverem seu modelo de negócios à medida que os leitores preferem ler notícias online e a receita de anúncios não está migrando para internet no mesmo volume que era nos jornais e revistas físicas.
     
  • Getting Real: The smarter, faster, easier way to build a successful web application de Jason Fried, David Heinemeier Hansson e Matthew Linderman. Esse livro conta como o pessoal da 37signals fez seus produtos de sucesso. Tem várias dicas práticas muito bacanas.
     
  • Rework, de Jason Fried e David Heinemeier Hansson. Segundo livro do pessoal da 37signals. Nesse livro eles falam menos de desenvolvimento de produto e mais sobre com ter uma empresa startup enxuta e eficiente, sem precisar varar noites e noites trabalhando.
     
  • Don’t Make Me Think: A Common Sense Approach to Web Usability de Steve Krug, livro obrigatório para qualquer pessoa que vai trabalhar com produtos web, pois ensina os conceitos básicos de usabilidade e design web.
     
  • Startup Brasil, de Marina Vidigal e Pedro Mello, conta a história dos fundadores de algumas empresas de sucesso do Brasil: O Boticário, Locaweb, Cacau show, Buscapé, Grupo Arizona, AgênciaClick, Turma da Mônica, Flytour e AGV Logística. É um livro parecido com o Founders at Work, só que com histórias brasileiras.

E vc, tem alguma indicação de livro interessante? Compartilhe!

Livro sobre gestão de produtos

Vc gosta do tema gestão de produtos de software? Quer se aprofundar mais no assunto? Escrevi um livro sobre o assunto, dividido em 5 grandes áreas:

  • Definições e requisitos
  • Ciclo de vida de um produto de software
  • Relacionamento com as outras funções
  • Gestão de portfólio de produtos
  • Onde usar gestão de produtos de software
Capa do Livro Gestão de Produtos

Esse livro é indicado não só para quem tem software como seu core business, como tb para empresas que desenvolvem software sob demanda e empresas que não tem software como seu core business mas usam software para se comunicar com seus clientes como, por exemplo, escolas, bancos e laboratórios clínicos.

Interessou? Então adquira sua cópia hoje mesmo!

Newsletter

Se você quiser receber artigos por email sobre startup, gestão de produtos e gestão de TI, digite seu endereço abaixo e aperte enter:


8 ideias sobre “Bibliografia

  1. Excelente lista!
    (o único que eu odeio e dei 1 estrela na Amazon foi o Rework :)

    E o que você acha dos livros do Seth Godin? Eu, em particular, gosto muito do “Purple Cow” (mas tem uns que não gosto).

    Outro livro que gostei muito foi o “Different: Escaping the Competitive Herd” da Youngme Moon.

    E o “Innovator’s Dilemma” e a continuação dele, “Innovator’s Solution”, são excelentes. Talvez os melhores da lista toda pra mim.

    • Oi Sérgio,

      Que legal que vc gostou da lista!

      Sobre o Rework, tem algumas dicas lá que são interessantes, especialmente para quem está começando, tipo “só contrate quando realmente estiver precisando”, mas concordo com vc, o “Getting Real” é bem melhor e mais útil para quem está desenvolvendo produtos web.

      Sobre Seth Godin, é um autor bacana. “Purple Cow” é uma ótima recomendação. Assim como o “Different” da Youngme Moon.

      E o Clay Christensen, do “Innovator’s Dilemma” e “Innovator’s Solution” tb é um autor para se acompanhar.

      Abs,
      Joca.

  2. Recomendaria um livro muito interessante, porém mais voltado para estratégia. O autor é Simon Sinek. O livro é: Por Que? Como grandes líderes inspiram ação.

    É quentinho, acabou de lançado em português, do original: Start with WHY: how great leaders inspire action.

    Linguagem simples, direta e muito esclarecedora.

    Aproveito para recomendar o vídeo do mesmo autor em palestra no TED: http://www.ted.com/talks/lang/en/simon_sinek_how_great_leaders_inspire_action.html

    Um abraço,

    Sérgio

  3. Muito bom a lista! realmente tem que ler e praticar. Os espaços de coworking são uma boa opção para você encontrar pessoas com os mesmos pensamentos seus…ou seja, empreendedorismo de inovação, criatividade, startups que giram em torno de muita gente criativa que circula nestes ambientes.

  4. Pingback: Muitas oportunidades, poucos recursos, o que fazer? | Guia da Startup

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>